Resenhas

Heat – EP

Ano: 2014
Selo: Heavy Trip
# Faixas: 5
Estilos: Indie Rock, Rock Alternativo, Rock
Duração: 14:20
Nota: 3.0
Produção: Adrian Popovich e Joseph Donovan

Carregado de certo tom nostálgico, o EP de estreia do quarteto canadense Heat traz à tona comparações com o som propagado por The Velvet Underground (muito por conta de Lou Reed), The Strokes e The Jesus and Mary Chain. Com uma musicalidade mais centrada nas duas influências americanas do que na inglesesa, o Shoegaze desempenha um papel quase de figuração na mistura roqueira do grupo, enquanto aquele Rock mais cru e direto ao ponto assume a papel principal.

Nomeada simplesmente como EP, a obra mostra cinco faixas que mal passam da marca dos três minutos, mas que sabem conduzir muito bem o “pouco” tempo que tem para se desenvolver. Susisfine, por exemplo, abre o disco mostrando um feedback das guitarras (e são três delas) para depois criar um aconchegante misto delas – com cada uma criando melodias diferentes, mas que se encaixam harmonicamente. Uma bateria simples e pulsante ajuda a criar o fundo musical perfeito para o vocal à la Lou Reed roubar a cena – voz que pode lembrar também o timbre de Julian Casablancas ou de Jordan Gatesmith (Howler). Simples e contagiante, a música fisga seu ouvinte logo de cara.

Se é que pode se chamar isso de “fórmula” ou “receita”, essa é a estratégia adotada pela banda em grande parte das faixas. As músicas se desenvolvem a partir do misto entre a tríade de guitarras (sempre criando melodias fáceis e pegajosas), uma bateria muitas vezes quase mecânica e sem muita expressividade (com exceção de 25) e um vocal blasé que chama muito a atenção – conduzindo letras divertidas e também facilmente assimiláveis. Se EP segue um clima mais ameno em grande parte de sua extensão, quando resolve acelerar o passo consegue um resultado pouco interessante, como é caso de Ritual (música que pode lembrar The Strokes em muitos momentos).

Ainda que altamente derivativa e nada inovadora, esta é uma boa obra de estreia para o quarteto. Conseguindo engajar e divertir seu ouvinte pelos curtos 14 minutos, o EP é um daqueles que pede um replay instantâneo – talvez mais de uma só vez.

 2,016 total views,  1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Lou Reed, The Strokes, Howler
ARTISTA: Heat

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts