Resenhas

Leo Fressato – Canções Para o Inverno Passar Depressa

Estreia do cantor e compositor curitibano irremediavelmente fala sobre o amor, o tratando de vários ângulos e perspectivas

4,686 total views, no views today

Ano: 2013
Selo: Independente
# Faixas: 12
Estilos: MPB, Indie
Duração: 44:21
Nota: 3.5
SoundCloud: /tracks/104138312

Não há a menor dúvida que o amor é a temática principal de Canções Para o Inverno Passar Depressa, disco que marca a estreia solo do curitibano Leo Fressato. Abordado relacionamentos de diversas maneiras (urgentes em Vendaval, começos em Não Há Nada Mais Lindo, loucos em Tan Tan e términos deles em Veranizar e Enquanto Eu Não), o músico utiliza muitas vezes de instrumentações mais singelas, deixando sua bela lírica e interpretação ganharem maior destaque.

Porém o maior mérito do disco (explorar essas temáticas tão diversamente) é também seu maior problema, podendo se tornar bastante repetitivo conforme as faixas se passem. Se por um lado ele é ótimo para pessoas que estiverem nesse clima apaixonado ou melancólico, para que não encontra em tal estado ele pode se tornar uma overdose de amor que acaba por desestimular o ouvinte a prosseguir por todas suas doze faixas.

Ainda que longe de ser um disco conceitual ou apresentar uma narrativa, o músico parece contar de forma altamente melancólica seu casos de amor do passado e parece fazê-lo de maneira otimista durante as primeiras faixas, para chegar ao fim do álbum com um pesaroso lamento sobre o término desses casos. Não Há Nada Mais Lindo, por exemplo, é como começos de relacionamento em que tudo é belo, colorido e profundamente apaixonante. Outra Canção segue nesse mesmo caminho de descobertas amorosas e um romantismo piegas desses que se vê em novelas ou comédias românticas.

A ode ao amor, Oração (faixa que ficou famosa na versão feita pel’A Banda Mais Bonita de Cidade lá em 2011) também aumenta o nível de doçura do disco, preparando para Vendaval e Tan Tan, duas faixas que levam o amor outros terrenos (às vezes quase não muito saudáveis). Perto do encerramento do álbum, são os fins que marcam a tônica das faixas. A esperançosa Aviador esse momento mais melancólico, sendo seguida por Enquanto Eu Não e Nesse Apartamento, marcando separações e despedidas.

Não saindo desse eixo (ou temática, se preferir), o músico completa sua obra com uma faixa escondida, Canção Pra Não Voltar, gravada pel’A Banda Mais Bonita da Cidade, mas de sua autoria. Com um tom profundamente intimista, o disco sua segue toada confessional de forma homogênea por toda sua extensão – seja nos arranjos ou na lírica de Leo.

4,687 total views, 1 views today

ARTISTA: Leo Fressato
MARCADORES: Indie, MPB

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts