Resenhas

Micachu & The Shapes – Never

Novo trabalho do trio experimenta com ruídos cotidianos misturados ao seu Indie Pop, o que gera uma obra muito divertida

 1,842 total views

Ano: 2012
Selo: Rough Trade Records
# Faixas: 14
Estilos: Experimental, Indie Pop
Duração: 35:09
Nota: 3.0
Produção: Raisa K

O som experimental e divertido de Micachu & The Shapes está de volta no novo trabalho do trio, Never. Assim como no trabalho anterior, Jewelry, as músicas são compostas com os mais variados elementos, desde percussões alternativas a ruídos de vídeo game e sons cotidianos, como no caso da faixa abertura Easy, que apresenta o barulho de um aspirador de pó.

Never é composto por faixas curtas, em sua maioria com uma média de dois minutos. Isso traz um dinamismo interessante, já que o trabalho é experimental e o deixa curioso na medida certa, sem extrapolar o tempo que o tornaria exagerado, com camadas em excesso.

No geral, o disco apresenta o característico do trio, que é a mistura do Experimental com o Indie Pop, mas também apresenta batidas mais eletrônicas em faixa ou outra, como Low Dogg e Nowhere, e um certo psicodelimso em Nothing. Mas, é claro, tudo com o toque Experimental.

Como dito, diversão é a palavra que retrata bem o espírito não só de Never, mas como do Micachu & The Shapes. Basta dar o play que o seu corpo como a se sacudir. E, ao que parece, é esse o objetivo da banda. E se realmente for, o faz muito bem.

 1,843 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).