Mustache e os Apaches – Mustache e os Apaches

Inspirada nas Jug Bands dos Estados Unidos, o quinteto faz um som único e animado do começo ao fim do álbum e coloca o ouvinte em clima de nostalgia

4,612 total views, no views today

Ano: 2013
Selo: Independente
# Faixas: 10
Estilos: Folk, Jug Band
Duração: 45:50
Nota: 3.5

Uma das bandas mais divertidas do Folk nacional enfim lançou seu disco de estreia. Com nome homônimo à banda, Mustache e os Apaches traz em seu primeiro álbum uma compilação de músicas que já fazia o público dançar e bater bota em suas apresentações ao vivo, além inéditas.

Inspirada nas Jug Bands – bandas que utilizavam instrumentos caseiros na banda – dos Estados Unidos, o grupo é formado por Axel Flag, Jack Rubens, Lumineiro, Pedro Pastoriz e Tomas Oliveira que assumem os tradicionais bamdolim, contrabaixo, violão e banjo, e também os mais exóticos kazoo, e washboard, uma tábua de lavar roupa acoplada à outras quinquilharias, como sineta de balcão de hotel. Tudo para deixar o som ainda mais original e divertido, formando o que a banda chama de Vaudeville Folk, em menção ao tradicional circo do final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos.

O disco traz 11 faixas, sendo uma delas um cover de Just a Gigolo (que aqui é chamada de Gigolo), música originalmente do final dos anos 20 e que ganhou dezenas de versões, entre elas a mais famosa interpretada por David Lee Roth, do Van Halen. Entre as canções originais, muito humor, como em Nega Lilu e Despedida – com direito à “riffs” de buzina -, além de vocalizações uníssonas e mudanças no tom de voz que a banda usa, como pode ser visto em Come to Swing With Us e no single Twang, preenchendo partes sem letra das canções, o que dá uma dose cômica e divertida.

Mutache e os Apaches – o disco – é ótimo para se colocar de fundo para te fazer mergulhar na nostalgia das melhores tabernas da década de 20/30, com direito a um bom copo de bebida à sua escolha e uma boa bota lustrosa. Mustache e os Apaches – a banda – é ótima para se ver ao vivo e ser tomado pela enorme energia contagiante que a banda possui no palco, o que consegue ser passado em forma de afago pelo disco de estreia, se tornando um ótimo convite para se achegar mais perto da banda e se tornar fã.

4,613 total views, 1 views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).