Resenhas

s / s / s – Beak & Claw

Sufjan Stevens, Serengeti e Son Lux se unem para um projeto que não tem medo de misturar seus diferentes estilos e acaba nos mostrando como o Hip Hop dialoga tão bem com a nova música Eletrônica

 2,481 total views

Ano: 2012
Selo: Anticon, Konkurrent
# Faixas: 4
Estilos: Eletrônica, Hip Hop, Indie Eletrônico
Duração: 17:50
Nota: 3.5
Produção: Sufjan Stevens, Serengeti e Son Lux

Em seu primeiro EP, a parceria dos músicos Sufjan Stevens, Serengeti e Son Lux cumpre bem aquilo que o lançamento de um novo projeto se propõe a fazer: nos apresentar seu som – que, como não poderia deixar de ser, tenta reunir o melhor de cada músico e seus diferentes estilos em um só.

Sob a alcunha s / s / s, o trio adicionou às quatro faixas de Beak & Claw os vocais de Sufjan e o Hip Hop de Serengeti à atmosfera rica, multinstrumental e eletrônica de Son Lux (embora a obra de Sufjan também tenha essas características), tudo bem dosado e devidamente combinado.

Museum Day teve a missão de inaugurar o disco duplamente, tanto como a faixa de abertura, quanto com sua divulgação há algumas semanas. Ela valoriza o rap de Serengeti dentro de uma composição de diversos momentos, sendo o final o melhor deles. Em seguida, Beyond Any Doubt continua a mesma vibe, mas não chama tanto a atenção.

If This is Real traz participação de Shara Worden, do My Brightest Diamond, e se destaca como a melhor faixa por saber dialogar a força dp Hip Hop com novas vertentes da Eletrônica, com um pé no Dubstep. A última, Octomom, brinca de ser uma música de balada e consegue divertir, mas parece tímida após a anterior.

Com duas músicas memoráveis, Beak & Claw pode surpreender quem só conhece o lado Folk de Sufjan Stevens e deve agradar os fãs dessa música contemporânea que gosta de misturar tags sem preconceitos.

 2,482 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.