Resenhas

Sea Girls – Open Up Your Head

Disco de estreia mescla influências diversas do Pop Rock recente e, embora traga alguns destaques, perde força pela falta de coesão e originalidade

317 total views, no views today

Ano: 2020
Selo: Polydor/Universal Music
# Faixas: 14
Estilos: Pop Rock, Indie Pop
Duração: 49'
Produção: Larry Hibbitt

Seguinte: talvez este disco não seja para você, que chegou até ele atraído por uma capa bonita, o nome Sea Girls (brincadeira bonitinha com “sea gulls”) (“gaivotas”) e a vontade de conhecer o álbum de estreia de uma banda britânica apontada como grande promessa pela mídia da terra da Rainha. Entenda que não é sua culpa não conseguir engolir a proposta de um Pop guitarrento que parece querer resumir tudo o que os integrantes do grupo ouviram ao longo da vida, incluindo bandas que te significaram algo um dia, mas que não têm mais parte nos seus fones de ouvido.

Digo isso porque Open Up Your Head remete a muita coisa, mas nenhuma delas é tão interessante assim como inspiração. Seus momentos mais descaradamente Pop, por exemplo, lembram Bastille e um The Killers em fases menos inspiradas. Quando você menos espera, depois de muitas músicas que você jura já ter ouvido em alguma trilha sonora, sem ter prestado tanta atenção, “Violet” remete àquele Rockzinho adolescente mainstream de mão pesada na bateria, à la Blink-182 (no mesmo caso de The Killers: em uma de suas piores fases) ou mesmo Panic! At the Disco.

Ainda nesse terreno de familiaridade, incomoda o quanto algumas faixas reproduzem muito diretamente outras que já conhecemos há tanto tempo. É o caso de “Shake”, canção bastarda de Foo Fighters e sua “My Hero”, ou “Ready for More”, que claramente queria ser Arcade Fire em “Ready to Start” (até no título!). E se você está achando estranho um disco misturar The Killers, Arcade Fire e Blink-182 de uma só vez, bem, então você entende o desconforto de sua audição.

Parece haver uma inquietação para se provar na estreia que prejudica o foco e, em um primeiro momento, a demonstração de virtudes. Aquele ímpeto de compactar elementos demais em um curto espaço de tempo – uma verdadeira tendência dos dias de hoje que combina muito bem com a ansiedade de ser mais uma banda em um mar de streaming. Sea Girls faz questão de trazer pequenas surpresas em cada faixa, mas até isso parece formulaico e o ouvinte é capaz de “prever” quando será surpreendido, por mais irônico que pareça.

Com o perdão dos spoilers, as variações acontecem quase sempre na maneira com que o refrão se apresenta. O vocalista Henry Camamile tem grande parte nisso, sempre se esforçando para não ser óbvio, seja nas notas que encontra em “All I Want to Hear You Say” ou na métrica de “Do You Really Wanna Know” (dois dos hits do álbum), por exemplo. Antes do fim de cada faixa, um último refrão apresenta uma instrumentação um pouco diferente, ou ambienta a voz em outro território. Após um certo tempo, o ouvinte ouve a música já falando “lá vem algo diferente já já”.

Conto tudo isso por perceber, após inúmeras audições, que há ali no meio uma sequência de faixas muito superior às outras. Após a mais que óbvia (porém simpática) “Call Me Out”, o que escutamos em “Closer”, “Forever” e “Weight in Gold” é uma banda que soa menos encanada em, digamos, ser um grande headliner e apostando em um som mais direto, com menos firulas. Me atrevo a dizer, por mais ingrato que isso seja, que um EP com essas quatro faixas seria mais agradável que um álbum desses.

Queria discordar dessas palavras também, mas quando chega a desnecessariamente grandiosa “Damage Done”, que desemboca em “You Over Anyone” (balada insossa que só não é pior porque o talento do vocalista segura as pontas na ambientação minimalista), o pique volta ao negativo. Será lindo se Sea Girls definir melhor o que quer em suas próximas composições, encontrar aquilo que faz melhor e investir sem pressa nem pressão nessas qualidades. Ouvirei Open Up Your Head mais uma vez? Não, mas estou muito curioso para ver o que a maturidade pode trazer ao grupo e aquela tal “promessa” se concretizar.

(Open Up Your Head em uma faixa: “All I Want to Hear You Say”)

318 total views, no views today

ARTISTA: Sea Girls

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.