Resenhas

Wand – 1000 Days

Grupo prolixo aproxima-se do Rock Psicodélico em lançamento

 1,735 total views

Ano: 2015
Selo: Drag City
# Faixas: 12
Estilos: Rock Psicodélico, Lo-Fi, Garage
Duração: 30:25
Nota: 2.5

Wand é um desses projetos prolíficos que, embora já esteja lançando seu terceiro álbum, é, do mesmo modo, justo entender que está lançando “apenas” o terceiro álbum de sua carreira. Passado apenas pouco mais de ano desde sua estreia (Ganglion Reef, 2014), e sete meses desde seu último trabalho (Golem, 2015), apenas agora, com uma bela tríade de exemplares nas mãos, é que a banda começa a maturar o seu estilo.

Faz todo sentido pensar que Ty Segall é um amigo próximo dos integrantes de Wand e uma espécie de mentor do grupo, não apenas pela influência contagiante e workaholic que este parece ter sobre os novatos, mas também pela qualidade sonora (ou pela falta dela, por assim dizer) garageira dos mesmos. É claro que vale ressaltar que quando digo “falta de qualidade” o faço apenas como uma referência à sujeira Lo-Fi que reveste a estética da banda e, assim, evoca um espírito cru vindo de diversas vertentes do Rock.

Em 1000 Days, encontramos a mesma influência “Black Sabbathiana” de Golem, mas é justo dizer que o mais recente apoia-se muito mais na nova onda Psicodélica do que no peso Heavy Metal de quaisquer outras influências. Tendo como alvo principal os trejeitos de Pink Floyd nos tempos do começo de sua carreira (além de um outro cacoete à la John Lennon do vocalista Cory Hanson), a banda situa-se num cenário promissor liberado pela influência de Tame Impala e projetos subsequentes, entre eles Fuzz (da já citada influente companhia Ty Segall).

O grupo, devido a sua urgência em produzir, claramente não ocupa muito do seu tempo com a maturação de ideias. Assim, suas faixas soam mais como boas células a serem desenvolvidas do que etapas coesas de um álbum encorpado, propriamente dito. Deste modo, também dificilmente se destaca em meio a imensa vertente psicodélica que reviveu na música recente. De qualquer modo, Wand é talentoso, e seu espírito Rock necessita de urgência e expressão sem polimentos nem filtros. Sua identidade virá com muito trabalho, desafio que com certeza será superado com prazer pelo grupo. Vale ficar de olho.

 1,736 total views

ARTISTA: Wand

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.