Resenhas

CHAI – WINK

Com investidas pelo Rap e o R&B, terceiro disco expande o universo sonoro do quarteto japonês

 920 total views

Ano: 2021
Selo: Sub Pop
# Faixas: 12
Estilos: Pop, Rock, Indie Rock, R&B
Duração: 34'
Produção: Ryu Takahashi

Se os dois primeiros discos do quarteto japonês CHAI foram pensados para serem tocados em shows, o terceiro trabalho foi gestado e imaginado para o mundo entre quatro paredes. Após apresentações em festivais ao redor do mundo, o grupo formado pelas irmãs gêmeas e vocalistas MANA e KANA, a baixista YUUKI e a baterista YUNA, ficou recluso em Tóquio, onde criaram as novas 12 músicas por meio de mensagens e ligações de vídeo.

O universo de referências de WINK se expande para além do Indie Rock, chegando agora ao R&B e Hip Hop. Faixas como “Maybe Chocolate Chips” e “IN PINK” ganharam colaborações dos estadunidenses Ric Wilson e Mndsgn, respectivamente. Agora “PING PONG!”, uma ode ao esporte popular no Japão, ganhou ares de videogame com colaboração da banda de chiptune YMCK.

Durante o tempo entre o segundo disco PUNK (2019) e WINK, o quarteto colaborou com artistas como Gorillaz, Hinds e MICHELLE. Durante o processo de criação do novo trabalho, citaram como influências as músicas “Good News”, do disco póstumo de Mac Miller, Circles (2020), “SUGAR”, do Brockhampton, lançada no disco GINGER (2019), e o hit clássico “Waterfalls”, do TLC, presente no disco Crazysexycool (1994).

A cada faixa do novo disco, o grupo explora novos ritmos e nuances, aumentando ainda mais o universo açucarado introduzido em PINK (2017). As letras seguem deslizando em japonês, mas agora brincam com alguns detalhes em inglês para acompanhar as atmosferas emprestadas do Hip Hop e R&B. No passado, cantavam sobre o “neo-kawaii”, uma forma otimista e positiva para celebrar todos os tipos de beleza. No terceiro trabalho, falam sobre as alegrias da vida por meio de comidas saborosas e auto amor.

O título da faixa “Nobody Knows We Are Fun” veio de uma fala do filme Booksmart (2019), e celebra as meninas ao redor do mundo. “Conseguimos nos relacionar com o filme. Se você mostrar para as pessoas que é incrível, elas não têm outra escolha, precisam aceitar”, explicou YUUKI em entrevista à Pitchfork. O instrumental minimalista e eletrônico faz ode ao K-House, muito bem representado por artistas como as DJs Peggy Gou e Yaeji.

Como um mapa de referências afetivas das integrantes, o trabalho também toca em assuntos como os protestos antirracistas e o machismo na indústria da música. Por exemplo, o grupo escreveu “ACTION” inspiradas pelo movimento Black Lives Matter. A track com batidas Neo-House pede mais solidariedade e torce para um futuro melhor para todos.

Já “END” é direcionada aos homens abusivos que encontraram na estrada. O instrumental da track transparece o encontro entre o Rock e o Hip Hop, enquanto desabafam sobre o assunto. Em entrevista à Vulture, MANA conta que receberam inúmeras demonstrações de racismo ao longo dos anos, então o processo da faixa foi catártico. “Ficar em casa me fez pensar em tantas coisas que queria falar. Posso ter chorado um pouco, mas sabia que precisava fazer essa música”, lembra.

Em WINK, as artistas estavam prontas para falar sobre as coisas boas e ruins da vida. A track “Wish Upon a Star” foi escrita por YUUKI depois de descobrir que KANA estava com problemas de insônia. Delicada e esperançosa, a canção de ninar moderna ecoa a mensagem de que amanhã será um novo dia. Ainda na Vulture, a baixista explica como ela se encaixa no novo momento: “Não queremos ficar criticando tudo, mas encontrar novas maneiras de apreciar isso porque o sol está aqui, mas nós também temos a lua”.

Segundo a banda, o próprio título do disco, “WINK”, tem a ver com as sutilezas da vida. Se as máscaras de proteção cobrem os sorrisos, resta aos olhares a responsabilidade de interação com desconhecidos. “Com este álbum, estamos piscando para você. Nos sentimos livres, esperamos que você também possa viver com liberdade e possa piscar para quem quiser”, YUUKI pontua no texto de apresentação do disco.

(WINK em uma faixa: “END”)

 921 total views

ARTISTA: CHAI

Autor: