Resenhas

Mutual Benefit – Love’s Crushing Diamond

Sublime, cativante e relaxante, disco soa como terapia mas sem ser cansativo ou monótono e aposta em belas harmonias instrumentais e vocálicas

 2,957 total views

Ano: 2013
Selo: Soft Eyes
# Faixas: 7
Estilos: Folk Experimental, Experimental
Duração: 32:30
Nota: 4.0

Mutual Benefit. Confesso que conheci a banda com esse disco, Love’s Crushing Diamond. E foi algo que me cativou logo na primeira audição, e daí não parou mais.

Vindo de Boston, o grupo já tem cerca de seis materiais publicados, entre EP’s e algo que chega a ser um LP mas com poucas faixas, lançados desde 2009. No começo, sua sonoridade era bem experimental, trazendo aquele pequenos caos sonoro que conhecemos dos artistas que buscam esse lado para suas produções.

Entretanto, com o passar dos anos, a banda foi arredondando seu som e chegando a algo mais sublime, até chegarmos nesse último trabalho, que é o mais encantador e tranquilizante de todos. Love’s Crushing Diamond é um disco que lhe faz respirar profundamente, lhe faz fechar os olhos. Um disco que não chega a ser grandioso, ou melhor que muitos por aí, mas tem algo nele que te cativa, que te faz se abrir, mas tudo de uma maneira sutil, voluntária e não muito simples de se explicar.

O álbum possui apenas sete faixas (com destaque para Advanced Falconry, sendo talvez o ápice emocional do disco) em apenas 30 minutos de duração, o que o faz na medida certa para se ouvir e o aproveitar. Difícil de rotular para explicar o som que a banda faz, a experimentação sonora é o único jeito de entender como a banda consegue trazer seus vocais harmoniosos e transcendentes juntos de violinos, bandolins (ou algo que soa como), violões de dedilhados e alguns elementos com toques orientais, como cortina de percussão.

Se você procura um disco relaxante, mas não tedioso, e sublime e envolvente, Love’s Crushing Diamond seria um que facilmente figuraria em recomendações terapêuticas. E se o amor quebra diamante, Love’s Crushing Diamond vai amolecer seu coração e cativar sua alma.

 2,958 total views,  1 views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).