Resenhas

Open Mike Eagle – A Special Episode EP

Curto trabalho continua legado deixado por seu disco anterior, mas sem trazer grandes novidades para seus ouvintes antigos

1,248 total views, no views today

Ano: 2015
Selo: Mello Music Group
# Faixas: 6
Estilos: Alternative Hip Hop, Rap
Duração: 19:00
Nota: 3.0
Produção: Open Mike Eagle

No ano passado, Open Mike Eagle lançou um dos discos mais interessantes de Hip Hop em um ano que privilegiou nomes mais alternativos e formas menos mainstream de abordagens ao estilo. Dark Comedy esteve repleto de boas letras, altamente irônicas e inteligentes, feitas sob batidas interessantes e uma forma de rimar semelhante ao Rap falado. Vindo no embalo de sua obra anterior, o promissor rapper lança em 2015 o EP Special Episode.

Como seu nome já diz, temos aqui um episódio especial de suas rimas que poderia ser, na verdade, um spin-off de sua série principal. Quase uma continuação efêmera de algo que deu muito certo. É por isso que sua excelente abertura, Dark Comedy Late Show, utiliza-se das mesmas batidas da igualmente boa, Dark Comedy do disco anterior. Um pouco mais concentrada nos graves, muda suas letras, mas não a atmosfera e, ainda assim, consegue chamar a atenção mesmo de quem a ouve com o sentimento de dejá vu.

No entanto, se a abertura não é necessariamente inédita, são os momentos posteriores que fazem este curto EP valer a pena. O loop que ecoa como um drone em Raps for When It’s Just You and the Abyss suga o ouvinte em um dos momentos mais letárgicos da carreira do rapper, enquanto Ziggy Starfish com Gold Panda diverte em rimas rápidas e suingadas. A produção utiliza-se de uma referência em David Bowie e sua entidade alienígena, Ziggy Stardust para criar a mesma atmosfera espacial auxiliada por letras igualmente viajadas: “I ain’t never been to this planet/Make eye contact and I’m smiling”.

Funcionando como um disco de sobras de Dark Comedy, Special Episode continua nos mostrando as melhores características de Open Mike: suas rimas inteligentes criadas a partir de contos fantásticos ou biográficos e sempre cadenciados em um humor ácido. No entanto, tais histórias não seriam nada sem batidas, e é nessa qualidade musical que o EP se sobressai a muito que o Hip Hop tem feito atualmente. No entanto, não foge muito de sua obra anterior e tira o impacto de quem já havia a ouvida à exaustão no ano passado. Caso você esteja tendo um primeiro contato com o rapper, pode ter certeza que está diante de um dos melhores Raps da atualidade.

1,249 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Seregenti, Drake, Milo

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.