Resenhas

Yann Tiersen – EUSA

Volta do músico ao piano chega com álbum minimalista e delicado

 3,586 total views

Ano: 2016
Selo: Mute Artists
# Faixas: 18
Estilos: Instrumental, Minimalista
Duração: 57
Nota: 3.5
Produção: Yann Tiersen

Com o reconhecimento mundial alcançado graças a sua trilha sonora para o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, o músico Yann Tiersen mantém um lugar especial na memória afetiva de muita gente. Mesmo sem tanta projeção – naturalmente – no restante de sua carreira, no entanto, o músico mantém uma produção sólida, entre álbuns solo e trilhas sonoras, desde 1995; nesse ano, chega até nós EUSA, um álbum em homenagem à ilha onde vive.

EUSA configura o retorno do músico ao piano, e exibe, ao longo de sua uma hora de duração, uma trilha instrumental minimalista marcada por uma melancolia doce. O álbum, por isso mesmo, é extremamente simples, e de fácil audição. Aqui, a fruição do ouvinte e o prazer do músico ao tocar conjungam-se em harmonia.

EUSA nasce, como dito anteriormente, como uma espécie de tradução cartográfica em som, uma homenagem do compositor ao seu lar. Primeiramente, o músico gravou paisagens sonoras em alguns pontos específicos da ilha onde mora e, depois, recobriu-as com melodias tocadas pelo piano. Tocando tais faixas em um show, preenchidas por pequenos intervalos também instrumentais – que aqui aparecem marcadas pelo título Hent -, nasceu o desejo de compor um álbum.

A melancolia e a simplicidade com que EUSA é composto fazem lembrar as obras de Nils Frahm e Arvo Pärt, no entanto, sem as respectivas tristeza e profundidade destes últimos. Momentos mais saudosos, que remetem à fase Amélie do músico também aparecem, como em Roc’h ar Vugale ou Penn ar Lann.

“A ilha onde vivo tem apenas oito quilômetros por quatro quilômetros, mas você pode viajar para muito, muito longe neles. Eu descubro coisas novas todos os dias, é como uma expansão. Não importa se é uma pequena região ou um lugar pequeno; pode ser infinito.” Essa descrição do músico a respeito de onde mora, lugar que serviu de inspiração para a composição deste trabalho, diz muito a respeito de EUSA: um lugar muito simples embora infinito, no qual novos pequenos detalhes se revelam a cada audição.

(EUSA em uma música: Porz Goret)

Yann Tiersen – Porz Goret (Official Video) from Yann Tiersen on Vimeo.

 3,587 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Nils Frahm, Arvo Pärt, Philip Glass
ARTISTA: Yann Tiersen

Autor:

é músico e escreve sobre arte