Mary J. Blige - Strength Of A Woman

Mary J. Blige - Strength Of A Woman
  • Ano: 2017
  • Selo: Capitol Records
  • Produção: BadBadNotGood, Bigg D, DJ Camper, Hit-Boy, Kaytranada, Lamb, Neff-U, Teddy Riley e William Tyler
  • # Faixas: 14
  • Estilos: Hip Hop, RnB
  • Duração: 57:42
BBBBb

Nos últimos anos, o empoderamento feminino norteou a composição de discos extremamente representativos e fortes. Entre Lemonade de Beyoncé e Princesa de Carne Doce, a temática ganhou visibilidade cada vez mais intensa e conquistou espaços cujo domínio masculino era completo. É claro que as raízes deste movimento remontam a origens localizadas em períodos distintos da história, porém podemos colocar como um destes momentos importantes a década de 1990 e a ascensão de cantoras dentro do Hip-Hop/R&B, como Lil Kim, Missy Elliot e Aaliyah. Mas entre elas, temos Mary J Blige, uma compositora e cantora que às vezes aparece de forma mais tímida dentro deste recorte, mas cuja força e influência é irrefutável, construindo uma obra sólida de impressionantes treze discos que demonstram uma postura firme sobre um terreno de machismos constantes observado nos versos de Hip Hop.

Mary J. Blige chega ao seu mais recente lançamento reavaliando e reunindo uma carreira de vivências intensas e significativas, tornando esta obra como símbolo da força feminina. Desta forma, Strength Of A Woman é mais do que um compilado de músicas de diferentes produtores. É um apanhado de diferentes abordagens que exploram desde batidas Trap até o R&B contemporâneo, todas sob a regência da cantora/compositora. As diferentes faces do seu objeto de estudo - a força feminina - trazem a este registro uma riqueza única, algo que é bastante inusitado em sua discografia, uma vez que os discos abordavam temas menos plurais e de forma mais homogênea. Com um time de produtores extremamente experientes, ela encontra em cada um deles o talento necessário para que cada composição transmita integralmente aquilo em que ela acredita e acha necessário para a construção plena deste álbum. Mary J. Blige aponta a direção, o resto apenas obedece.

Love Yourself abre o disco com uma parceria com Kanye West, explorando uma melodia extremamente intensa, mostrando que este não será um trabalho simples de digerir e que todo cuidado e preparação é pouco.Thick Of It é mais nostálgica, trabalhando com samples dos anos 70, 80, misturando com beats mais modernos e mostrando o talento de rapper de Mary J Blige. Glow Up, por sua vez, é uma explosiva parceria com Quavo, DJ Khaled e os versos ácidos e densos de Missy Elliott, contribuindo ainda mais para evidenciar a referida força feminina. U + Me (Love Lesson) é um dos momentos mais interessantes do trabalho inteiro, à medida que sua poesia nos faz refletir sobre as imperfeições do amor, usando uma batida bastante simples e, ao mesmo, muito pesada. Thank You conta com arranjos belíssimos de cordas ilustrando um agradecimento irônico em relação à violência contra a mulher. Telling The Truth conta com arranjos dançantes e até mesmo psicodélicos de Badbadnotgood e Kaytranada. Por fim, Hello Father encerra o disco com ritmos típicos do Hip Hop Oldschool, agradecendo a seu pai ao mesmo tempo que fazendo um ultimato a ele.

Strenght Of A Woman é um disco poderoso, de vivências intensas e transmitidas de forma tão sincera que os quase 60 minutos de duração se tornam uma experiência bastante comovente e transformadora. Não somos os mesmos ao terminar de ouvir suas composições e ficamos imobilizados com a força que Mary J Blige nos mostra. Um momento incrível na carreira da cantora que nos prova que citá-la de forma passageira ou breve pela história do empoderamento feminino na música é um grave erro.

(Strenght Of A Woman em uma faixa: U + Me (Love Lesson))

Bom para quem ouve: Whitney Houston , Mariah Carey , Beyoncé

Artista: Mary J. Blige

Marcadores: RnB, Urban Contemporary, Hip Hop