Arcade Fire: O Maior Espetáculo da Terra

Retorno da banda ao país após quase uma década trará repertório imprevisível em um show certamente emocionado

2,642 total views, no views today

O Carnaval carioca teve sua participação no lançamento de Reflektor representado pelo saudoso filme Orfeu Negro, que ajudou na divulgação do disco logo antes dele sair. Agora, chegou a vez da banda armar seu circo no país mais carnavalesco de todos e, além de uma apresentação no Rio, fazer a apoteose do último dia de Lollapalooza.

Arcade Fire já nasceu para os grandes palcos, com uma música que mal cabe em nossos fones de ouvido. Músicas como Wake Up e Ready to Start sempre revelaram o quanto a grandiosidade faz parte da natureza da banda de Win Butler e Régine Chassagne, ainda que muitas das letras sejam tão intimistas. Em um de seus shows, é pra você cantar alto, mesmo que esteja cantando sobre você mesmo.

O caminho que levou Arcade Fire até Reflektor (o show que veremos aqui no Brasil) deixou a banda ainda mais “espetacular”, no sentido literal da palavra. Esbanjando maturidade no palco, os músicos conseguem criar uma festa visual com luzes, figurinos, adereços e movimentação no espaço para animar músicas que foram feitas, suspeito, mais para serem executadas ao vivo do que ouvidas em casa.

Toda aquela percussão, riffs memoráveis e linhas de baixo espertíssimas que ouvimos no disco ganham uma nova vida no palco e aquela atmosfera meio Disco, meio caribenha será o encerramento perfeito para um dia memorável.

Arcade Fire

Não é fácil prever o repertório do show no Lollapalooza, já que a banda varia bastante sua lista de apresentação pra apresentação (mas bastante mesmo, invertendo as ordens das músicas, incluindo covers, se concentrando mais ou menos no disco novo etc). Sendo esta sua primeira apresentação no país desde 2005, podemos ficar na torcida para um show que traga mais do que apenas Reflektor.

Porém, uma coisa é certa: É esta nova vibe da Arcade Fire que veremos no domingo, dia 6, quando o grupo abrir alas no Palco Skol e mandar uma apresentação caprichada e espetacular de suas próprias composições para um público que, com toda a certeza, responderá emocionalmente à altura de qualquer acorde ou efeito especial que a banda escolher trazer.

Provavelmente, você só não reparará tanto nas lágrimas do tanto que dançará e cantará as músicas a todo fôlego. O Autódromo de Interlagos ficará pequeno para tamanho Carnaval.

2,643 total views, 1 views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.