Resenhas

Bloc Party – Four

Em seu novo trabalho, a banda apresenta um som mais maduro que nos discos anteriores, sob a influência da idade dos integrantes e o trabalho com o produtor Alex Newport

1,819 total views, no views today

Ano: 2012
Selo: Frenchkiss
# Faixas: 12
Estilos: Indie Rock, Rock Alternativo
Duração: 43:31
Nota: 3.5
Produção: Alex Newport

O Bloc Party dançante e que era sempre ouvido em pistas de baladas indie tomou uma cara diferente em Four. O motivo provável, e quase certo, é o amadurecimento dos integrantes, que fez deixar o lado mais Pop e festivo trazendo influências mais maduras, o que faz o disco conter faixas mais encorpadas. Outro motivo pode ser a produção do sido feita por Alex Newport que já trabalhou com bandas como At The Drive-In, The Mars Volta, Melvins, Ratos de Porão e Sepultura, que fazem um som mais pesado, e o dedo de um produtor de bandas como essas certamente também influenciou essa nova musicalidade no Bloc Party.

O que era ouvido em Banquet e Helicopter perdeu força e influências de Stoner Rock e até mesmo de Hardcore e Pop Punk podem ser percebidas em We Are Not Good People, Coliseum e Kettling respectivamente.

Muitos fãs da banda em tempos antigos de Silent Alarm, A Weekend in the City e Intimacy podem olhar com cara feia para Four. Contudo, não podem dizer que o material é ruim. Muito pelo contrário, Kele Okereke e cia souberam fazer um disco redondo com faixas continuamente boas e sem altos e baixos.

Dizer que o Bloc Party perdeu sua característica mais dançante e que isso só tem a ser ruim para a banda é um erro. Ao longo do tempo, bandas vão descobrindo e se redescobrindo, fazendo e experimentando sons diferentes, o que muitas vezes é positivo. É o caso de Four.

1,820 total views, no views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).