Resenhas

Mac DeMarco – Here Comes the Cowboy

Com produção minimalista, novo álbum vem para compositor confessar o seu cansaço

976 total views, no views today

Ano: 2019
Selo: Mac's Record Label
# Faixas: 13
Estilos: Indie, Lo-fi
Duração: 46'
Nota: 3.5

Desde Salad Days, Mac Demarco vem dando sinais de cansaço. Seja lamentando a juventude que não volta mais, suspirando pela aposentadoria ou desejando alguns momentos de solidão, já faz alguns anos que o eu-lírico do canadense vem fazendo a transição daquele jovem totalmente inconsequente em direção a um outro personagem que, com mais delicadeza, entende que – ao contrário do ditado neoliberal – trabalhar demais não edifica o homem tanto assim. Here Comes the Cowboy talvez seja a epítome deste momento na vida do artista, o último rescaldo possível desta fórmula musical.

Here Comes The Cowboy é seco, porém bem resolvido. O “cowboy” da faixa título parece ter menos a ver com o personagem dos filmes de faroeste e mais com um apelido carinhoso para uma amigo imaginário. Assim, por mais que tenha momentos autoindulgentes como a faixa Choo Choo, a playlist assume ares de confessionário, como se o artista estivesse conversando consigo mesmo.

Embora Demarco sempre tenha trabalhado com gravações caseiras, imprimindo na sua música Lo-Fi uma personalidade forte, Here Comes The Cowboy é, por enquanto, o álbum que resume sua discografia até aqui. Nada soa gratuito, mas em muitos momentos faixas assumem um aspecto de vinheta, como se fossem células de algo com potencial de um desenvolvimento melhor.

Por ser propositadamente econômico, Here Comes The Cowboy exibe andamentos lentos e timbres cristalinos, nos quais cada detalhe e textura se revela como é, sem a necessidade de filtros. A produção modesta e sem falsos pudores é o resultado de Demarco gravando todos os instrumentos, com exceção de alguns teclados; já o volume de sua voz na mixagem final do disco traz o compositor sussurrando para o ouvinte pensamentos circulares e ruminantes.

A atitude do músico, que já rompeu oficialmente a barreira da música alternativa em direção ao mainstream, ainda parece descompassada em relação à própria música. Videoclipes bizarros que destoam de suas composições e uma postura fanfarrona remontam ao jovem que um dia foi.

Quando surgiu com suas guitarras aquáticas exageradas de reverb, Demarco foi o porta voz de um novo momento, cravando a assinatura da música alternativa dos 2010. Agora, há algum tempo usufruindo de sua própria fórmula, a sensação é a de que falta pouco para Demarco seguir seu próprio conselho ‒ o mantra let it go, que já vem se repetindo há alguns anos em suas canções ‒ e atingir uma nova fase de sua carreira.

(Here Comes The Cowboy em uma música: Finally Alone)

977 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Ariel Pink, Connan Mockasin, Neil Young
ARTISTA: Mac Demarco
MARCADORES: Indie, Lo-Fi

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.