Suede – The Blue Hour

Banda inglesa lança uma Ópera Rock sobre assombrações humanas

466 total views, 5 views today

Ano: 2018
Selo: Warner Music
# Faixas: 14
Estilos: Rock, Glam Rock, Alternativo
Duração: 51:36
Nota: 3.0
Produção: Alan Moulder, Neil Codling

Suede foi uma banda seminal lá nos anos 90 que, ao lado de outras conterrâneas, foi fundamental para o nascimento, e sustento, do Britpop. Hoje em dia, com o lançamento deste The Blue Hour, a banda chega ao oitavo trabalho de seu currículo e exibe um cenho franzido que condiz com o espírito muito sombrio e muito inglês que é a sua marca registrada.

The Blue Hour tem um climão especialmente dramático, ali na fronteira de um Glam Rock do estilo Era. No entanto, o pé de Brett Anderson não chega a escorregar para o melodrama, se aproveitando da teatralidade para criar um clima épico que pretende dar conta das assombrações humanas.

Ao longo de suas 14 faixas o álbum explora a Ópera Rock com coros gregorianos, spoken word e excertos narrativos para ambientar o ouvinte em paragens rupestres, onde a natureza sombria avança como num filme de terror, crianças desaparecem na floresta e cadáveres de animais selvagens roubam a atenção. É algo mais ou menos inédito para uma banda que sempre soou majoritariamente urbana.

Não será difícil notar que o trabalho, por exibir um Rock muscular tão descaradamente, pode soar um pouco anacrônico, seguindo uma linha de pensamento que fazia mais sentido durante os anos 90. No entanto, a fórmula pode soar interessante, caso da faixa Don’t Be Afraid If Nobody Loves You, onde o riff de guitarra vai te pegar pelo braço e te jogar diretamente para os grandes festivais de Rock do final do século passado – o que pode ser bem divertido, dependendo da sua idade. The Blue Hour dificilmente vai angariar novos ouvintes para a banda, mas o cuidado e a grandiosidade com que é feito nada deixa a desejar para os seus fãs. Se esse é o seu caso, pode ir sem medo.

(The Blue Hour em uma música: Don’t Be Afraid If Nobody Loves You)

467 total views, 6 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Echo & The Bunnymen, Interpol, Pulp
ARTISTA: Suede
MARCADORES: Alternativo, Glam Rock, Rock

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.